Você pode passar a sua vida sem Jesus, mas vai ser terrível morrer sem Ele!!!

Você pode passar a sua vida sem Jesus, mas vai ser terrível morrer sem Ele!!!

Paulo Junior:

Loading...

domingo, 24 de outubro de 2010

E se o tempo voltasse... 28 dC. O Consolador nos faz sentir saudades de Jesus e nos faz querer estar junto Dele o mais rápido possível!!!

Se o tempo voltasse... 28dC

Imagine você vivendo no ano 28 d.C., morando nas proximidades de uma cidade chamada Jerusalém, e conhecesse alguém capaz de fazer uma tempestade parar em segundos, alguém capaz de amar seus inimigos, alguém lindo, meigo, amigo, fiel companheiro mesmo nas horas difíceis, alguém que, em um casamento em uma cidade vizinha, ficou conhecido por ter transformado água em vinho!

Alguém que conhecia a lei como ninguém, e tinha em seus lábios a Palavra de seu Pai. E, embora fizesse o bem, era muitíssimo perseguido só porque se dizia Filho de Deus.

Alguém que, embora tenha demorado a ir quando foi chamado para curar seu melhor amigo, chorou por vê-lo morto, já em estado de decomposição. Mas não se desesperou; apenas chamou para fora o que jazia morto, trazendo-o de novo à vida .

Passaram-se cinco anos que você conhecera esse alguém. Foram momentos maravilhosos que você passou junto a Ele. Muitos milagres foram presenciados por você, muitas famílias abençoadas por esse alguém. Quantos aleijados você viu largando as muletas, quantos cegos viu pulando e dando glória a Deus por agora enxergar? São tantos milagres vistos "por você que não caberiam em um livro. De repente você é transformado, envolvido por esse alguém e tanto é o amor Dele por você que você não consegue mais viver sem Ele. Você já faz parte de Sua família. De tão juntos que ficavam, já o chamam de discípulo. E, de repente, você fica sabendo que Ele foi traído por um dos que faziam parte com você dos que o seguiam. Você teve a pior notícia de toda sua vida: Irão julgar o Seu Mestre. O que fazer para mudar essa situação?

Você está com a multidão que grita o nome de um certo ladrão chamado de Barrabás. Quase ninguém escuta você, pois todos tentam condenar seu amigo gritando: "Crucifica-o, crucifica-o, crucifica-o." Como você desejava estar no lugar Daquele que tinha nas mãos o poder de condená-lo ou absolvê-lo, mas nada pode ser feito, pois esse alguém tem de ser morto para que todos tenham vida; Seu sangue tem de jorrar para que muitos sejam salvos através desse sacrifício.

Momentos difíceis você passaria, com certeza choraria muito por vê-Lo naquela situação, mas sua tristeza logo se transformaria em alegria, em vê-Lo ressuscitado. Nasceria em você um desejo de proclamá-lo diante de todos, de dizer o que viu e dar continuidade à obra deixada por Ele. Esse é o papel da Igreja aqui na terra: proclamar Alguém ressurreto, alguém que está em nosso meio. Esse alguém chamado Jesus Cristo é o Filho de Deus, que viveu e sofreu, foi morto, mas ressuscitou. E, ao partir para os céus, conforme nos prometeu enviou o Consolador que hoje habita em nós, fazendo-nos sentir tantas saudades Dele, que, mesmo não O tendo nós conhecido pessoalmente, sentimos, a cada instante saudades e vontade de estar junto a Ele.

Amado, se você sentiu tocado por essa história e se você se identificou com esta ilustração a ponto de sentir a presença deste alguém chamado Jesus, mesmo você não O tendo conhecido fisicamente, tenha certeza de que, em breve, O verá, face a face, e viverá para toda eternidade juntamente com Ele.

Você já parou para refletir o que faremos na eternidade?

Quando aceitamos Jesus, saímos deste mundo temporal para fazer parte de um mundo espiritual. Passamos a viver na eternidade com Jesus. Isso significa que daqui a cinquenta anos estaremos com Jesus; daqui a setenta e cinco anos estaremos com Jesus, daqui a oitenta e cinco anos, se ainda estivermos vivos - possibilidade muito remota -, estaremos com Ele. Mas também daqui a duzentos anos estaremos com Jesus, daqui a dois mil anos estaremos com Jesus, daqui a um bilhão de anos estaremos com Jesus, daqui a dez bilhões de anos estaremos com o Senhor e parecerá, apenas, alguns segundos, pois na eternidade não se contará o tempo. Porém, para nossa mente finita, é difícil de entender o que faremos com todo esse tempo aparente, além de louvar ao Senhor, que é digno de toda a honra. Seremos como os anjos; assim nos ensinou o Senhor Jesus. Mas como, na realidade, será? É... teremos de esperar um pouco. E então conheceremos como também somos conhecidos (1 Co 13.12).

É... teremos todo esse tempo para expressar quanto O amamos e quanto O queremos bem, agradecendo a Ele por ter morrido por nós, pois se não tivesse acontecido a Sua morte... hoje estaríamos perdidos.

"Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu também o amarei e me manifestarei a ele" (João 14:21).
Amém!

Por Josiel Dias

Nenhum comentário:

Postar um comentário