Você pode passar a sua vida sem Jesus, mas vai ser terrível morrer sem Ele!!!

Você pode passar a sua vida sem Jesus, mas vai ser terrível morrer sem Ele!!!

Paulo Junior:

Loading...

sábado, 26 de março de 2011

Se prepare: JESUS ESTÁ VOLTANDO!!! Os sinais estão todos aí.

---------- Forwarded message ----------
From: DIAS

http://www.youtube.com/user/ValedeJeosafa

Marca da Besta, parte 1:

http://www.youtube.com/watch?v=dFaKKzviBhc



Grande Tribulação - Falso Arrependimento:

http://www.youtube.com/user/ValedeJeosafa#p/a/u/1/COup6lPcTMY



Templo de Salomão, Anticristo e o Pacto:

http://www.youtube.com/user/ValedeJeosafa#p/a/u/2/-Di2jTfu5h4




Rom 10:9 - A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.

Vídeos postados no Youtube, clicar do lado dos títulos nos links que abrem os vídeos..

Tim Conway - O Inferno É Necessário
http://www.youtube.com/watch?v=pQ1IBDoMKZY
Tim Conway - Você está a salvo de Deus?
http://www.youtube.com/watch?v=usq1oBBpw6E&feature=related
Paul Washer - Não Conhecemos o Evangelho de Jesus Cristo http://www.youtube.com/watch?v=t1rrx41beqI&feature=related
Paul Washer - Jesus Cristo Morreu e Ressuscitou
http://www.youtube.com/watch?v=VfgEqlcJgl4&feature=related


AS DORES DE PARTO ESTÃO AQUI!


From: GraceThruFaith

GraceThruFaith


    Posted:
    Q. When asked about signs of his return Jesus spoke of men being lovers of self, children not obeying their parents, earthquakes in diverse places, weather phenomenon and more. I see so much of that happening today, and now with the friendship between Iran and Russia, as well as the rise of Islam, (leading to [...]

    As dores do parto estão aqui!

    Pergunta: Quando questionado sobre os sinais de Sua volta, Jesus falou dos homens serem amantes de si mesmos, as crianças não obedecerem seus pais, terremotos em diversos lugares, fenômeno meteorológico e muito mais. Eu vejo muito do que hoje acontece, e agora com a amizade entre o Irã e a Rússia, bem como o surgimento do Islã, (levando a Ezequiel 38-39) Como você compararia as palavras de Jesus ao que vemos na sociedade de hoje?

    Resposta: Jesus comparou essas coisas para as dores de parto, na medida em que seria leve e distantes no início e depois mais intensos e mais frequentes como o fim se aproxima. Na minha opinião isso é o que está acontecendo nos poucos últimos anos. Agora, parece que dificilmente passa um dia sem indicações de vários destes sinais, e eles estão ficando mais extremos e com mais rapidez. Por exemplo, eu li recentemente que os oito maiores produtores de trigo no mundo, todos eles experimentaram a perda de colheitas catastróficas no ano passado. Guerras e rumores de guerras abundam, e há um crescente temor entre as pessoas em todos os lugares do que o futuro possa trazer. Eu não posso imaginar estarmos muito longe desde o início dos Tempos decisões finais, e isso significa que o arrebatamento é ainda mais próximo. Porque os sinais são para a volta de Jesus e o Arrebatamento vai acontecer antes.


    quinta-feira, 24 de março de 2011

    O CÉU NÃO É UM PAÍS DISTANTE.



    ---------- Mensagem encaminhada ----------
    De: CLAVIO JACINTO


    O CÉU NÃO É UM PAÍS DISTANTE


    Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador,
    o Senhor Jesus Cristo, (Fp 3:20)
     Nós precisamos levantar uma geração de inconformados com esse mundo.
    Crentes que possam olhar por exemplo para os cristãos perseguidos em
    paises hostis ao evangelho, ver o preço que estão pagando, ao custo da
    própria vida, cadeias e torturas, além de muitas privações, por causa
    da fé em JESUS CRISTO. esse é o mundo mostrando seus dentes e suas
    garras contra os cristãos. É incrível como somos amortecidos ao ponto
    de não sentirmos nada enquanto que parte do corpo de CRISTO sofra
    duras provas em varios paises em pleno dias atuais.
     O mundo é nosso inimigo, não temos aqui nossa morada permanente, e
    por isso mesmo Pedro escreveu: "Amados, peço-vos, como a peregrinos e
    forasteiros, que vos abstenhais das concupiscências carnais que
    combatem contra a alma" (1Pe 2:11)
     As tendências teológicas e apostatas dos últimos tempos ensinam-nos a
    apegar-se a esse mundo, a se conformar com o sistema do mundo, a
    buscar os bens desse mundo para vivermos regaladamente, enquanto que
    as escrituras nos dizem: "Porque nada trouxemos para este mundo, e
    manifesto é que nada podemos levar dele". (1Tm 6:7)
     Cada vez mais as catástrofes nos ensinam que tudo o que possuímos
    daqui, é perecível, nossos pertences não são seguros, o podemos
    perdê-los a qualquer momento. Mas parece que não estamos aprendendo as
    lições. Muito mais do que um tempo profético, estamos vivendo um tempo
    de avaliar a nossa fé. Avaliar a nossa visão do mundo, avaliar os
    desejos e os propósitos de nosso coração. Deus está nos dizendo, que
    este não é o nosso lugar, não estamos seguros aqui, as catástrofes
    anunciam isso, os governos estão ficando cada vez mais hostis contra a
    igreja e a mensagem do evangelho. O mundo odeia terrivelmente o
    conceito bíblico do pecado, querem minar as bases das doutrinas da
    moralidade cristã, não estamos percebendo isso? Eis a prova cabal de
    que não pertencemos a esse sistema, esse lugar não é nosso lugar, o
    SENHOR JESUS CRISTO foi preparar outro, como ELE mesmo prometeu nos
    primeiros versículos de João 14.
     Perdemos o conceito bíblico de olhar o  mundo como um intenso campo
    de batalha, e como Sansão, estamos buscando o amor entre os filisteus.
    Olhamos o mundo como olhou Ló para Sodoma, olhar de simpatia. Nos
    introduzimos no meio do sistema, adotamos a sua cultura, e estamos
    convivendo como Ló, no meio deles, embora muitos não se conformem com
    o sistema, a maioria acaba se adaptando e olhando o pecado e a
    iniqüidade com olhos normais. Acaso isso não é verdade? Pensamos pouco
    no céu. A Pátria celestial tornou-se aos nossos olhos apenas um lugar
    de segurança, para o pós-morte. O céu da maior parte dos cristãos é
    como o deus dos deistas, está longe muito longe, e por isso mesmo
    deve-se pensar no céu somente quando estivermos dando os últimos
    respiros nesse mundo, e os prazeres da vida presente se evaporarem com
    a realidade da nossa morte. Precisamos dar um basta nesse cristianismo
    superficial, e ter um compromisso sério com o Reino de DEUS. Morrer
    pela causa do evangelho, se for preciso, pois foi assim que o SENHOR
    ensinou: "Porque aquele que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á, e
    quem perder a sua vida por amor de mim, achá-la-á." (Mt 16:25)
     O Céu não é um lugar distante, não é apenas uma utopia religiosa,
    embora o seja para muitos evangélicos, é uma promessa, uma realidade
    maior, uma herança aos filhos de DEUS, é o porto seguro, dos
    verdadeiros cristãos: "Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo
    desejo de partir, e estar com Cristo, porque isto é ainda muito
    melhor." (Fp 1:23) vamos fazer do nosso cristianismo, algo que valha a
    pena mesmo a risco de perder tudo nesse mundo.

    Clavio Juvenal Jacinto



    --
    http://jesusofinaldetudo.blogspot.com/

    http://ofinaldetudovem.blogspot.com/


    http://jesusofinaldetudo.wordpress.com/

    "E sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para conhecermos o que é verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna" ( 1 Jo 5:20 ).

    "Porque, se anuncio o Evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o Evangelho!"  1 Cor 9:16

    Não repassem mensagens com conteúdo que desagrade a Deus (pornografias, idolatrias, etc...), vai chegar o dia em que você lamentará por ter feito isso.

    "ISRAEL É O PONTEIRO NO RELÓGIO MUNDIAL DE DEUS".



    domingo, 20 de março de 2011

    Quão perto estamos do fim???

    Quão perto estamos do fim?

    Pergunta: Deus disse que esta geração não passaria até que tudo seja cumprido .... etc Como se adere ao 1 Matthew revisão do 14,14,14 gerações "o nascimento de Jesus, a média de cada geração é 45,8 anos. Esse número é obtido quando se compreende que a chamada de Abraão (quando ele tinha 70 anos) foi de 1.924 aC

    Esta geração que não passará até que tudo seja cumprido começou a 05 junho de 1967. Se o Arrebatamento é Nisan 10 deste ano (mesma data em que o Millennium era suposto começar com a entrada de Jesus no templo no domingo de Ramos de 36 dC), o cenário de 2520 inteiro termina 5 de março de 2013, que é exatamente 45,8 anos a partir de 05 de junho de 1967.

    Resposta: Eu fiz os cálculos semelhantes no passado. O problema é que uma geração não é a duração da vida de uma pessoa, mas sim o intervalo de tempo entre o nascimento de um homem eo nascimento de seu primeiro filho. Quando Jesus disse que esta geração não passaria em Matt. 24:31 , Ele quis dizer que a geração de pessoas que nasceram quando End sinais dos tempos começou ainda estaria vivo quando ele voltou.

    A esperança de vida bíblica é de 70 anos, de acordo com o Salmo 90:10 . Usando esse valor e com início de maio de 1948, eu vim com 2018 como o primeiro ano provável para a segunda vinda. Começando em 1967 nos leva a 2037 como a última possibilidade, portanto, não parece ser uma janela de 19 anos de oportunidade para que todos possam ser cumpridas.

    Quanto ao arrebatamento eu acredito que deve preceder a segunda vinda de pelo menos 7 anos. Se o arrebatamento cumpre uma data judaica Festa Eu prefiro o dia 6 de Sivan (Pentecostes), desde essa data e festa está ligada à Igreja de muitas maneiras.

    Vou fazer mais pesquisas sobre as datas de outros. Não importa como nós a figura dele, não vai demorar muito agora.

    http://gracethrufaith.com/ask-a-bible-teacher/how-close-are-we-to-the-end/

    sexta-feira, 11 de março de 2011

    Estamos vivendo as Dores de Parto. Acessem os links abaixo e acompanhem apenas um dos sinais que Jesus nos mandou observar: que no final dos tempos haveria terremotos em todos os lugares.

    Desde o dia 09/03/2011 já aconteceram mais de 200 terremotos em todos os lugares do mundo, e muitos acima de 6.0. Inclusive um de 8.9 no Japão, que causou tsunamis e muita destruição. Tem alerta de tsunami até no Chile. Outro terremoto causou dezenas de mortes e destruição na China.

    O link abaixo é atualizado on line, nele podemos acompanhar todas as catástrofes climáticas que estão acontecendo no mundo inteiro.

    http://www.painelglobal.com.br/

    Outro link para acompanharmos os terremotos:

    http://earthquake.usgs.gov/

    Baixe o Google Earth em seu computador e acesse pelo link acima que você verá com mais detalhes onde estão ocorrendo os terremotos.
    No Earthquake, link acima, você vê embaixo do mapa mundial tem o link para o Google Earth.

    JESUS ESTÁ VOLTANDO!!! Não restam dúvidas, estamos vivendo os últimos dias nesta terra como a conhecemos, o Tempo da Graça está terminando, clamem a Deus agora, leiam as páginas da Salvação no meu blog, e em outros tantos, busquem a Verdade, porque Salvação só há em Jesus Cristo. Em breve quem não O aceitar vai lamentar imensamente, porque o tempo da Tribulação será o pior horror que está terra já viu e jamais verá.

    Demos Glórias a Deus, porque o tempo do fim se aproxima a passos largos, porque neste mundo de horror só vejo aflição em todos os lares, mesmo os milionários estão vivendo com aflição na alma, com depressão, etc...

    Amados, é necessário, estamos aqui, centenas avisando, alertando pela internet, depois você não vai poder dizer a Deus que não sabia, que não ouviu falar.

    Tem um programa, acho que todos os brasileiros conhecem, do Datena, na Band, é algo que sempre me admira, ver aquele homem na TV, não sei no que ele realmente crê, somente Deus conhece o coração de cada um de nós, e o dele, porém ele tem caráter para alertar a todos, pensem o que pensarem dele. Na semana passada, com os bárbaros crimes que ele noticia, eu o ouvi falando que as Profecias Bíblicas estão se cumprindo, que é o fim dos tempos, que tudo está escrito na Bíblia, que tudo está acontecendo porque as pessoas não têm Deus no coração. É isso gente, o mundo todo está clamando pelo Redentor, que é Jesus Cristo, até na televisão um homem de fibra consegue alertar, mesmo que isto custe a ele processos judiciais de ateus, mesmo que talvez ele venha a perder o emprego dele naquela emissora, mas o vejo, dia a dia, alertando, avisando que é o fim do mundo.

    E aqui estamos nós também, fazendo um pinguinho do que podemos para alertar, eu não me envergonho, porque não é possível as pessoas não enxergarem que o mundo está um caos, que não temos futuro aqui, que algo muito grave está para acontecer, só não vê quem não quer. SE VOLTEM AGORA PARA DEUS, CLAMEM A ELE, QUE SOMENTE ELE PODE MOSTRAR O CAMINHO CERTO PARA CADA UM DE NÓS. Nós somos inúteis na presença de Deus, Ele não precisa de nós, nós é que precisamos Dele. ACORDEM, porque o fim vem e não tardará mais.

    JESUS ESTÁ VOLTANDO!!! Shalom!!!



    --
    http://jesusofinaldetudo.blogspot.com/

    http://ofinaldetudovem.blogspot.com/


    http://jesusofinaldetudo.wordpress.com/

    "E sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para conhecermos o que é verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna" ( 1 Jo 5:20 ).

    "Porque, se anuncio o Evangelho, não tenho de que me gloriar, pois me é imposta essa obrigação; e ai de mim, se não anunciar o Evangelho!"  1 Cor 9:16

    Não repassem mensagens com conteúdo que desagrade a Deus (pornografias, idolatrias, etc...), vai chegar o dia em que você lamentará por ter feito isso.

    "ISRAEL É O PONTEIRO NO RELÓGIO MUNDIAL DE DEUS".



    quinta-feira, 10 de março de 2011

    O CARNAVAL - festa pagã


    ---------- Mensagem encaminhada ----------
    De: MACEDO MATÃO


    O CARNAVAL é uma festa cristã ou pagã? Boa ou ruim?

    00382572.jpg

    A própria origem do carnaval ainda é algo indefinido para os historiadores. Muito embora o Carnaval, segundo a Enciclopédia Barsa, seja definido como "um conjunto de festividades populares que ocorrem em diversos países e regiões católicas nos dias que antecedem o início da Quaresma, principalmente do domingo da Qüinquagésima à chamada terça-feira gorda", podemos afirmar, com toda a certeza, de que se trata de uma festividade totalmente pagã, que não guarda nenhuma relação com o cristianismo.

    O carnaval tem sido atribuído à evolução e à sobrevivência do culto de Ísis, dos festejos em honra de Dionísio, na Grécia, e até mesmo às festas dos "inocentes" e "doidos", na idade Média, dando origem aos carnavais dos tempos modernos.

    Segundo relata o estudioso e pesquisador Hiram Araújo em seu livro Carnaval, a origem das festas carnavalescas não têm como ser precisamente estabelecidas, talvez possam estar ligadas aos cultos agrários, às festas egípcias e, mais tarde, ao culto a Dionísio, ritual que acontecia na Grécia, entre os anos 605 e 527 a.C.

    Para a maioria dos pesquisadores, é provável que o Carnaval tenha se originado no Império Romano, ainda antes do nascimento de Cristo. Nessa época, celebravam-se as Saturnálias, festas em homenagem ao deus do tempo, Saturno. Elas aconteciam nos meses de novembro e dezembro, e todos os segmentos da sociedade participavam. Dos membros da nobreza aos escravos, todos se misturavam nas ruas para as comemorações, que incluíam muita comida, bebida, música e dança, nada muito diferente do que ocorre hoje.

    Nos primeiros séculos a Igreja Católica não tinha expressão dentro do mundo greco-romano. Somente no século 4, o imperador Constantino publica o Edito de Milão (313 d.C.), que torna o catolicismo a religião oficial do Império e proíbe a perseguição de cristãos. A partir do século 4, a Igreja cria uma estrutura mais forte e elabora um cronograma oficial para as festas litúrgicas – Natal, Quaresma e Páscoa – dentro do calendário Juliano.

    Como a Igreja pautava-se nos padrões éticos e morais, não permitia uma série de excessos na Quaresma, como a realização de bacanais e saturnálias. Então, as pessoas passaram a aproveitar o último dia antes do início da Quaresma para fazerem tudo a que "tinham direito". O carnaval é realizado justamente neste período e remonta às características das festas pagãs.

    Assim estas festividades pagãs foram movidas para antes do início desse período - a mesma data atual - e ganharam o nome de "carnem levare", que em latim significa "adeus à carne", ou seja, uma despedida dos chamados prazeres carnais, dos tais excessos que caracterizavam as Saturnálias e eram, como ainda são, reprovadas pela Igreja.

    É importante ressaltar que antes das Saturnálias (Romanas), no Egito, no período da estação do outono realizava-se a festa do boi Apis (animal sagrado). Escolhia-se o boi mais belo e todo branco o qual era pintado com várias cores, hieróglifos e sinais cabalísticos (branco = pureza, então, pintar o boi significa torná-lo impuro). O boi era conduzido pelas ruas e levado até o rio Nilo, onde era afogado. Em procissão, sacerdotes, magistrados, homens, mulheres e crianças, fantasiados grotescamente, iam atrás dele (o boi) dançando, cantando em promiscuidade até seu afogamento.

    Frise-se que na mitologia Grega, Júpiter se fez passar por um boi, seduziu a princesa Europa e a conduziu para o mar até uma praia deserta onde a possuiu. É fato que estes relatos estão entrelaçados, pois o inimigo sempre atuou no mundo de forma discreta e às vezes até imperceptível para levar as almas à perdição, como na Babilônia, como mais adiante explico.

    No entanto, a Saturnália iniciava-se com César e eram protegidas por Baco, o deus do vinho (daí o termo Bacanal). Nos dias de folia, tudo se invertia e ao participar dessa inversão, as pessoas representavam papéis, e fingiam ser o que não eram. Tanto que o rei da festa, o Rei Momo, era um escravo (da classe mais baixa de Roma) e podia ordenar o que quisesse durante as festividades. Durante seu reinado, era praticado, sobre o seu comando, todo tipo de orgia, bebedeira e lasciva. No término das festividades, ou seja, no final do quarto dia, o rei Momo era sacrificado de forma brutal no altar de Saturno. Mas quem afinal é a entidade Momo?

    Momo era o deus da irreverência, e irreverência, segundo os léxicos, é sinônimo de desrespeito, profanação, sacrilégio, ofensa, desconsideração, desculto, desveneração e relaxo. E aqui eu faço uma pausa e chamo sua atenção! Diante desta definição de Momo dada pelos dicionários, pode-se afirmar com tranqüilidade que Momo nada mais é do que o próprio Satanás que se insurge contra o próprio Deus e leva os homens à profanarem seu próprio corpo que é o templo do Espírito Santo.

    A própria Mitologia Grega relata que, por ser irreverente e profanador, Momo teria sido expulso do Olimpo (local onde os gregos acreditavam morar os deuses da sua mitologia). Mas porque afirmar que essa entidade era cultuada em Roma se a sua origem é Grega? Momo é uma das formas de Dionísio, o deus Baco, patrono do vinho e do seu cultivo (para os Romanos), daí também se origina o termo Bacanal que significa festas orgísticas.

    Frise-se que Saturno (deus cultuado nas saturnálias) também é conhecido como o deus sol e isso nos retrocede bem antes da época dos reinados Romano, Grego e Egípcio, nos levando até um homem chamado Ninrode (Gênesis, 10:8 a 12).

    O princípio do reino de Ninrode foi Babel. Babel nos faz lembrar da torre, derrubada por DEUS, e o surgimento de várias línguas (Gênesis, 11:1 a 9). Ninrode e seu povo decidiram levantar uma torre, no intento de tocarem o céu, para levantarem seu nome. Desejaram o mesmo que Lúcifer desejou, colocar seu nome acima do nome do único DEUS. A essência da atitude de Ninrode e seu povo é: nós somos poderosos na terra e também seremos poderosos nos céus. Não haverá ninguém como nós.

    Mas o SENHOR destruiu todo esse intento e colocou um nome acima de todo nome, o nome de Jesus. Essa torre representa a declaração de que "nós entramos nos céus, nós dominamos os céus, nos tornamos poderosos na terra e nos céus".

    Voltando ao relato, Ninrode foi o homem que, com seu poder, deu início a uma civilização chamada Babilônia. Localizaremos em Babilônia o início de todas as profanações, todos os cultos a outros deuses. Ali, milhares de deuses eram cultuados, mas o verdadeiro DEUS, não era cultuado.

    Quando Ninrode morre, sua mulher Semirames, declarou que Ninrode era o deus do sol e seu filho Tamus era a reencarnação de Ninrode, ou seja, Tamus era o deus sol encarnado.

    Voltando para os dias de hoje, antes do carnaval é feita uma eleição, e é escolhido um homem, que é coroado rei, para reinar e comandar os dias da festa, que é chamado rei Momo, que nada mais é do que uma representação viva de Satanás. Pode-se afirmar que o carnaval de hoje é a mesma festa que acontecia no passado, com algumas mudanças estratégicas feitas por Satanás, já que nos dias de hoje não seria aceitável o sacrifício do representante Momo, Satanás troca essa vida (o sacrifício do rei Momo) pela vida de todos os que são brutalmente assassinados no período do carnaval.

    Mas o pior de tudo vem agora, pois após ser coroado, essa representação da entidade maligna, Momo, Baco, Dionísio, Saturno, deus sol (Ninrode, Tamus), recebe das mãos do prefeito da Cidade ou da autoridade máxima daquela localidade, Estado ou País, as chaves "da cidade" e este ato de entrega das chaves, no mundo espiritual tem uma repercussão devastadora, pois chave na Bíblia significa poder, autoridade, domínio, ligar, desligar e abrir e fechar. Isaias 22:22, Apocalipse, 1:18, 3:7, 9:1 e 20:1. Mateus, 16:19 "Dar-te-ei as chaves do reino dos céus; o que ligares na terra terá sido ligado nos céu; e o que desligares na terra terá sido desligado nos céus".

    Assim, Satanás e sua legião de demônios literalmente passam a reinar no carnaval ao receber as chaves da cidade através de Momo e ligam espiritualmente os foliões ao inferno. Satanás é tão astuto que traz para todas as culturas e povos um modo de ser adorado, e ainda mais, faz com que ações sejam tomadas para afirmar sua posse sobre a terra (Mt. 4:8 e 9).

    Por fim, em Mateus 4:10-11 está escrito: "Então Jesus o ordenou : Retira-te, Satanás, porque está escrito: ao SENHOR, teu Deus, adorarás, e só a ELE darás culto. Com isto o deixou o diabo, e eis que vieram anjos e o serviram".

    Enfim, trago essa reflexão, para que nós, cristãos, pensemos coerentemente antes fazer parte desse festejo, pois há muitos que curtem o carnaval hoje em dia e até acham que o carnaval é bom, porém eles não têm consciência da armadilha maléfica que estão sendo induzidos a participar.

    quarta-feira, 9 de março de 2011

    O ÚLTIMO ALERTA DE JESUS!!!


    ---------- Forwarded message ----------
    From: Antonio Calil
    Irmãos Amados,

    A Paz do Senhor,

    Quando um rapaz - mesmo ímpio - escolhe uma moça para se casar, independente de outras qualidades, deseja, principalmente, que a moça lhe seja fiel e exclusiva.

    Não escolheria uma que já estivesse comprometida com outro rapaz.

    Nem escolheria uma que estivesse, ainda que esporadicamente, flertando ou se encontrando com outros rapazes.

    Este comportamento é o natural e é o esperado, independentemente de classe social, grau de escolaridade, etc.

    Da mesma forma, Jesus, o Esposo, está selecionando a Sua Eleita e espera dela Fidelidade Incondicional e Exclusiva.

    Eis o critério do Esposo para escolher a Sua Amada que, em muito breve, será arrebatada para as Bodas do Cordeiro.

    Está tudo nas Escrituras Sagradas.

    Leia o artigo em anexo e divulgue-o.

    De seu irmão em Cristo,

    Antonio Calil

    O ÚLTIMO ALERTA DE JESUS

    I) No Monte da Transfiguração: o Pai, o Filho e a sua Obra

    No Monte da Transfiguração, o Pai e o Filho se regozijavam (se compraziam) ao contemplarem a obra de suas mãos representada por aqueles que ali significavam os dois povos eleitos de Deus: Moisés, representando o povo de Israel, a ser restaurado por ocasião da Vinda Gloriosa de Jesus; e Elias, representando a igreja fiel do Senhor formada pelos que hão de ser brevemente arrebatados, tal como Elias o foi (Mt 17:1-5):

    1 Seis dias depois, tomou Jesus consigo a Pedro, e a Tiago, e a João, seu irmão, e os conduziu em particular a um alto monte.

    2 E transfigurou-se diante deles; e o seu rosto resplandeceu como o sol, e os seus vestidos se tornaram brancos como a luz.

    3 E eis que lhes apareceram Moisés e Elias, falando com ele.

    4 E Pedro, tomando a palavra, disse a Jesus: Senhor, bom é estarmos aqui; se queres, façamos aqui três tabernáculos, um para ti, um para Moisés, e um para Elias.

    5 E, estando ele ainda a falar, eis que uma nuvem luminosa os cobriu. E da nuvem saiu uma voz que dizia: Este é o meu amado Filho, em quem me comprazo: escutai-o.

    II) Elias versus Jezabel

    Elias vivia em uma sociedade que, ao mesmo tempo em que dizia adorar ao Senhor, adotava elementos dos cultos de Baal e Asera, cujos profetas eram protegidos de Jezabel, mulher do rei Acabe.

    Elias, que não tolerava as práticas de Jezabel, desafiou os profetas de Baal e Asera para que, à vista de todo o Israel, fosse manifestado quem é Deus: o Senhor ou Baal (I Rs 18:19-21):

    19 Agora pois envia, ajunta a mim todo o Israel no monte Carmelo; como também os quatrocentos e cinquenta profetas de Baal, e os quatrocentos profetas de Asera, que comem da mesa de Jezabel.

    20 Então enviou Acabe a todos os filhos de Israel: e ajuntou os profetas no monte Carmelo.

    21 Então Elias se chegou a todo o povo, e disse: Até quando coxeareis entre dois pensamentos? Se o Senhor é Deus, segui-o; e se Baal, segui-o. Porém o povo lhe não respondeu nada.

    Os profetas de Baal aceitaram o desafio e, à vista de todo o Israel, pediram ao seu deus que enviasse fogo do céu, sem sucesso; ao passo que Elias, orando ao Senhor, imediatamente foi respondido com fogo do céu, e o povo de Israel pôde confirmar que só o Senhor é Deus e, como tal, exigia total exclusividade na adoração, com a consequente eliminação de qualquer vestígio dos cultos de Baal e Asera, abominação aos olhos do Senhor (I Rs 18:36-39):

    36 (...) o profeta Elias se aproximou, e disse: ó Senhor Deus de Abraão, de Isaque e de Israel, manifeste-se hoje que tu és Deus em Israel, e que eu sou teu servo, e que conforme a tua palavra fiz todas estas coisas.

    37 Responde-me, Senhor, responde-me, para que este povo conheça que tu, Senhor, és Deus, e que tu fizeste tornar o seu coração para trás.

    38 Então caiu fogo do Senhor, e consumiu o holocausto, e a lenha, e as pedras, e o pó, e ainda lambeu a água que estava no rego.

    39 O que vendo todo o povo, caíram sobre os seus rostos, e disseram: Só o Senhor é Deus! Só o Senhor é Deus!

    III) A primeira idolatria: Baal

    O culto a Baal é antiga idéia de Satanás para separar o homem de Deus, vem desde o tempo de Ninrode, bisneto de Noé (Gn 10:8-10):

    8 E Cuche gerou a Ninrode; este começou a ser poderoso na terra.

    9 E este foi poderoso caçador diante da face do Senhor; pelo que se diz: Como Ninrode, poderoso caçador diante do Senhor.

    10 E o princípio do seu reino foi Babel, e Ereque, e Acade, e Calné, na terra de Sinar.

    Ninrode era idolatrado como deus-sol, a quem foi dado o nome de Baal. Sua mulher Semíramis foi cultuada como deusa-lua, e mais tarde Asera.

    Eis alguns nomes que identicam Ninrode: Baal; Hórus; Mammom; Mitra; Moloch; Osiris (Abreu, 2005).

    O nascimento de Baal era celebrado no dia 25 de dezembro. No século IV, esta data também foi atribuída ao nascimento de Jesus por cristãos romanos apóstatas, os quais associaram o deu-sol a Jesus que, segundo eles, assumiria a forma de luz para salvar a humanidade.

    A origem da árvore de Natal também é ligada a Baal. Após a morte de Ninrode, Semíramis divulgou que ele ainda vivia, alegando que um grande pinheiro havia crescido da noite para o dia, a partir de um pedaço de árvore morta, simbolizando o início de uma nova vida para Ninrode. Ela disseminou que, anualmente, em 25 de dezembro, Ninrode (Baal) visitava a árvore, deixando nela presentes.

    Esta prática de adoração ao deus-sol Baal, contra a qual Elias se indignou, também foi trazida por cristãos romanos apóstatas, que decoravam uma espécie de pinheiro com cerejas negras durante a Saturnália (de 17 a 24 de dezembro) e a Brumália (25 de dezembro).

    O Senhor adverte (Jr 10:2-4):

    2 Assim diz o Senhor: Não aprendais o caminho das nações, nem vos espanteis com os sinais do céu; porque deles se espantam as nações,

    3 pois os costumes dos povos são vaidade; corta-se do bosque um madeiro e se lavra com machado pelas mãos do artífice.

    4 Com prata e com ouro o enfeitam, com pregos e com martelos o firmam, para que não se mova.

    Desta forma, sob a influência das práticas de Jezabel, foi introduzido Baal no culto cristão. O Natal, vivenciado com as antigas práticas pagãs, nada mais é do que uma festividade oriunda da velha celebração pagã de adoração ao deus-sol Baal.

    IV) A segunda idolatria: Asera

    Eis alguns nomes que identificam Semíramis: Asera; Astoreth; Ostera - deusa da páscoa com os seus coelhinhos (Abreu, 2005).

    Desde a Antiguidade até a Idade Média, era comum entre os povos pagãos a realização de rituais de adoração à Ostera, deusa da Primavera, também identificada como Asera. Em suas representações, esta deusa pagã assumia a figura de uma mulher que observava um coelho (ou o apoiava no colo), enquanto segurava um ovo nas mãos, razão pela qual havia o costume de se presentear com ovos coloridos para celebrar a chegada da Primavera. A conjunção destes símbolos (ovo e coelho) representava o ideal de fertilidade celebrado entre os pagãos.

    A entrada destes símbolos para o conjunto de festividades cristãs, em especial a Páscoa, ocorreu com o Concílio de Nicéia (325 d.C.). Os cristãos romanos apóstatas tinham a manifesta preocupação de aumentar a quantidade de seguidores por meio da associação de algumas antigas tradições pagãs (Asera e Baal, por exemplo) a eventos relacionados ao ideário cristão.

    Desta forma, sob a influência das práticas de Jezabel, foi introduzida Asera no culto cristão. A Páscoa, vivenciada com as antigas práticas pagãs, nada mais é do que uma festividade oriunda da velha celebração pagã de adoração a deusa Asera (Ostera).

    V) O exemplo de Elias

    No Monte da Transfiguração, o Pai e o Filho, ao se comprazerem com o profeta Elias, revelaram o elevado grau de intimidade que os futuros arrebatados terão com o Senhor. Mas também trouxeram a mensagem de que Elias é exemplo a ser seguido por aquele que almeja o arrebatamento.

    Ora, a principal virtude de Elias foi sua fidelidade incondicional e exclusiva a Deus, rejeitando, publicamente, as práticas incentivadas por Jezabel, que associavam o culto do Senhor com os cultos de Baal e Asera. A igreja a ser arrebatada deverá ser identificada por esta fidelidade que Elias apresentou.

    Este tema é de tal importância, que Jesus, ao ser perguntado sobre qual é o grande mandamento, respondeu (Mt 22:37-38):

    37 E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de TODO o teu coração, e de TODA a tua alma, e de TODO o teu pensamento.

    38 Este é O PRIMEIRO E GRANDE MANDAMENTO.

    Quem ama a Deus, mas não com a totalidade de seu coração, alma e pensamento, tolerando elementos do culto de outros deuses, deixou de cumprir o primeiro e grande mandamento e, como tal, se arrisca perigosamente a ficar fora do arrebatamento.

    Sem dúvida, é melhor dar ao Senhor um amor total e exclusivo - sem vestígios da capa de Acã (Josué 7), da árvore de Baal ou do ovo de Asera - e dEle receber um amor sem limites, do que ser deixado para trás, e ter que provar esse amor exclusivo e incondicional com a própria vida diante de um Anticristo tirânico e determinado na Grande Tribulação.

    VI) O ÚLTIMO ALERTA DE JESUS

    Jesus, em seu último alerta sobre este tão importante tema, no ano 95 d.C, se apresenta ao apóstolo João na ilha de Patmos, para lhe revelar o Livro do Apocalipse (Ap 1:1).

    Jesus determina a João que escreva ao líder da igreja de Tiatira, identificando-se, primeiramente, como o autor da carta (Ap 2:18):

    18 Ao anjo da igreja em Tiatira escreve: Isto diz o Filho de Deus, que tem seus olhos como chama de fogo, e os pés semelhantes ao latão reluzente:

    Em seguida, Jesus revela que conhece todas as virtudes e obras que o líder e sua igreja realizam (Ap. 2:19):

    19 Eu conheço as tuas obras, e o teu AMOR, e o teu SERVIÇO, e a tua , e a tua PACIÊNCIA, e que as TUAS ÚLTIMAS OBRAS SÃO MAIS NUMEROSAS QUE AS PRIMEIRAS.

    Diante de palavras tão fortes, alguém poderia supor que aquele líder e sua igreja seriam os mais galardoados por ocasião do arrebatamento, pois era o próprio Senhor quem reconhecia suas virtudes: seu amor, sua fé, seu serviço, sua paciência, e que suas últimas obras são mais numerosas que as primeiras.

    Uma pergunta: Se fossem colocadas todas estas virtudes em uma balança, haveria algum pecado que, de tão negativo, pudesse anular todas estas qualidades tão sublimes para um cristão?

    Jesus com a Palavra (Ap 2:20):

    20 Mas TENHO CONTRA TI QUE TOLERAS JEZABEL, mulher que se diz profetisa; ensina e engana os meus servos, para que se prostituam e comam dos sacrifícios da idolatria;

    Jesus volta a alertar, no Livro do Apocalipse, sobre Jezabel, adversária de Elias, confirmando que o tipo de fidelidade incondicional e exclusiva a Deus apresentada pelo profeta - que não tolerou as práticas de Jezabel - supera todas aquelas virtudes somadas. Eis o critério do Esposo que deseja uma Esposa sem qualquer vestígio de adultério com outros deuses.

    Em que épocas do ano, desde o século IV até os dias de hoje, ocorre a associação das práticas de Jezabel com as celebrações cristãs? Sem dúvida, na Páscoa (ovos e coelhos de Asera) e no Natal (a data de 25 de dezembro, a árvore de Baal, o Noel, etc.), dentre outras.

    “Não tolerar Jezabel” significa não só discordar de suas práticas, mas a adoção de uma postura ativa de alertar aos servos do Senhor para que retirem estas práticas idólatras de suas vidas, tal como Elias alertou o povo de Deus no Monte Carmelo.

    E antes que alguém viesse a se pronunciar contra a seriedade desta Palavra de Deus, Jesus se antecipou e atravessou a sentença em Ap 2:22-23:

    22 Eis que a porei numa cama, e SOBRE OS QUE ADULTERAM COM ELA VIRÁ GRANDE TRIBULAÇÃO, se não se arrependerem das suas obras;

    23 E FERIREI DE MORTE A SEUS FILHOS, e todas as igrejas saberão que eu sou aquele que sonda asmentes e os corações. E darei a cada um de vós segundo as suas obras.

    De acordo com a Escritura, dois juízos estão determinados para aqueles que admitirem as práticas de Jezabel na vida e culto cristãos:

    a) No versículo 22, Jesus decreta, com todas as letras, que estes passarão pela Grande Tribulação, ou seja, não serão arrebatados, confirmando, expressamente, que o cristão, que não se conduzir tal qual Elias diante das práticas de Jezabel, não provará da vitória que Elias experimentou;

    b) No versículo 23, o Senhor decreta que Ele mesmo ferirá de morte aos filhos de tais apóstatas, o que deverá ocorrer após o arrebatamento, no período da Grande Tribulação.

    Jesus chega a chamar esta doutrina de Jezabel como as “profundezas de Satanás” (Ap 2:24), se referindo à velha prática satânica de culto a Baal e a Asera (e suas variantes), a qual remonta ao tempo de Ninrode, após o dilúvio.

    Os ovos e os coelhos da Páscoa, o Noel, a árvore, as guirlandas, as velas e outros elementos do Natal, a própria data, 25 de dezembro, consagrada ao deus-sol, enfim, todas as práticas introduzidas sob influência de Jezabel devem ser abandonadas e rejeitadas, sob pena de se perder a melhor parte do plano traçado por Deus.

    Não se iluda com festas juninas, julinas, agostinas (e outras variantes), nem com qualquer festividade em que haja elementos relacionados ao culto de outros deuses ou ídolos, como natal, páscoa, carnaval, porque a sua origem será sempre em Jezabel.

    Irmão, o assunto é tão decisivo, que também foi tema central da Carta do Senhor à igreja de Pérgamo (Ap. 2:12-17). No verso 14, Jesus se refere à doutrina de Balaão, o qual induziu o povo de Deus a servir a Baal (Nm 25:3). Em Ap. 2:16, o Senhor revela que os que seguem esta prática serão alvo de sua espada, o que deverá ocorrer na Batalha do Armagedon (Ap 19:15).

    Não vale a pena arriscar como as “virgens loucas” (Mt 25:3). É infinitamente melhor se livrar dos elementos atuais de Baal e Asera e se preparar, puro e santo, para a vinda do Esposo, do que se preparar para enfrentar a fúria do Anticristo e a ira do Deus Todo-Poderoso na Grande Tribulação.

    Amado, Jesus está às portas, seja tal qual Elias foi e o seu destino será o mesmo do profeta. Não se deixe levar pela maioria apóstata, tal como Elias não se deixou levar. Lembre-se que, tal como na época de Elias (I Rs 19:18), o Senhor tem reservado para si servos, em todo o mundo, que não dobraram seus joelhos para Baal e que, em breve, encontrarão o Senhor nos ares. Seja um dos tais.

    Irmão, à luz da Palavra de Deus, a fidelidade exclusiva e incondicional ao Senhor é critério decisivo adotado pelo Esposo que, com todo o direito, deseja uma Esposa santa e pura, sem vestígio de adultério com ídolos, para ser trasladada para as Bodas do Cordeiro.

    Amado, desde já, adote uma postura ativa. Tal qual Elias alertou o povo de Israel no Monte Carmelo, alerte os cristãos com quem você interage, transmitindo-lhes este estudo “O último alerta de Jesus”. Use o e-mail ou qualquer rede social. E esteja certo de que esta atitude, que muito agradará o Esposo, poderá fazer a grande diferença a teu favor no dia do arrebatamento de Sua Eleita.

    Não demore. Que Deus te abençoe.

    Referência Abreu, A. O Poder Secreto. Rio de Janeiro: Kranion Editorial, 2005.