Você pode passar a sua vida sem Jesus, mas vai ser terrível morrer sem Ele!!!

Você pode passar a sua vida sem Jesus, mas vai ser terrível morrer sem Ele!!!

Paulo Junior:

Loading...

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Romanismo - Papa - Idolatria - Paganismo - Falsos Profetas, etc...

VAMOS VER MAIS ESTE ASSUNTO?

(Isis na figura ao lado)

Mt. 16:18

Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela;

Podemos responder esta pergunta de três modos:

Primeiro: Usando o bom senso, o intelecto e a história.

Segundo: indo à tradução do grego.

Terceiro: examinando a Bíblia inclusive a Epístola de Pedro.

BOM SENSO HISTÓRICO

Nero 64 e.C., exacerbou as hostilidades contra os cristãos por todo o Império Romano. As formas de execução utilizadas pelos romanos incluíam crucificação e lançamento de cristãos para serem devorados por leões e outras feras selvagens.

O clímax da perseguição se deu sob o governo de Diocleciano e Galério, no final do século terceiro e início do quarto. Esta é considerada a maior de todas as perseguições. Iniciando com uma série de quatro editos proibindo práticas cristãs.

Podemos observar, pelos dados acima que os cristãos sofreram por parte de Roma, as piores perseguições entre 64 e 312, ou seja 250 anos.

Ora, 250 anos é muito tempo. Constantino com seu “nobre” ato de oficializar a religião cristã, sobre a égide de uma visão sobrenatural de Cristo, consolidou o mais maligno ato satânico contra a igreja de Cristo, o “Sincretismo Religioso”, que redundou em 1.200 anos de trevas para o cristianismo.

Sabemos que os romanos, viviam sobre a influencia do paganismo absoluto e que seus templos eram recheados de deuses de todas as espécies, representados por esculturas, que todos nós conhecemos. Isto inclui Ísis segurando Hórus, que acabou virando a virgem Maria, segurando Jesus, filho de Deus, que abomina a escultura de ídolos (Ex 20:4) (não podia ser pior).

[NOTA: Hórus é segunda pessoa da "Trindade" egípcia, composta por Osíris, o pai, Hórus, o filho e Ísis, a mãe. Alguns autores sugerem que a história de Jesus pode ter sido baseada em várias outras histórias de deuses mais antigos, principalmente, Hórus. Em sua mãos Hórus carrega as chaves da vida da morte e da fertilidade.]

Não dá para imaginar a tremenda profanação que Roma fez com a igreja de Jesus, quando do advento do Catolicismo romano.

Deuteronômio 5:8

“Não farás para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima no céu, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra; Não te encurvarás a elas, nem as servirás”

Se fizermos uma pequena reflexão sobre o momento, não nos faltará dados para imaginar, em que situação foram recebidos estes cristãos, ou melhor, as migalhas e farrapos que sobraram deles. Eles não tinham, saúde, roupas, abrigos, honra, e muito menos escolha, tiveram que aceitar, fazer suas reuniões em templos pagãos, que para eles, nesta altura dos acontecimentos, já nem fazia muita diferença, pois 250 anos, sendo tratados como vermes, pouco lhes sobrou de sua personalidade e caráter cristãos.

É no mínimo, de se estranhar que uma igreja, forjada sob as hostes da política romana, bem como a presença maciça de sua nobreza influente, tenha conseguido, conservar os princípios espirituais do caráter cristão, sem o batismo de arrependimento de João, praticado nas águas e sem o batismo do Espírito Santo, condições fundamentais, exigidas por Jesus, para a Saúde da Doutrina de Cristo.

Sabemos que a Igreja de Cristo nasce quando Jesus é batizado por João e reúne os seu doze discípulos, e que é confirmada por ocasião da descida do Espírito Santo no dia de Pentecostes, sob o discurso inflamado de Pedro, nos idos do primeiro século. Como imaginar que no seio de Roma, 250 anos depois, diga-se, depois de 250 anos de perseguição romana, sobre um ato político, que iria jogar a igreja no maior obscurantismo da história Cristã, liga-se Pedro a esta história.

320 Uso de velas em favor dos mortos. (abominação a Deus)

400 Orações pelos mortos (abominação a Deus)

431 Maria é proclamada Mãe de Deus (profanação a Deus)

609 Culto à Virgem Maria (abominação a Deus)

670 Celebração da Missa em latim, língua desconhecida pelo povo. (inconcebível)

787 Culto das imagens ordenado pela Igreja II Concílio de Nicéia (anti bíblico e abominável a Deus).

880 Canonização dos Santos (invenção herética)

1.074 Instituição do celibato (condenado pela bíblia)

1.074 As primeiras idéias sobre imaculada conceição de Maria (inconcebível)

1.184 A diabólica inquisição (Só pela vontade de Satanás)

1.229 Proibição da leitura da Bíblia aos leigos – Concílio de Tolosa (emboscada de satanás)

1.317 Oração da Ave-Maria – Papa João XXII (reza, abominação)

1.546 Aceitação dos livros apócrifos C. Trento (sem fundamento)

1.563 Igualdade entre a tradição e a palavra de Deus C. Trento (execrável)

1.854 Imaculada conceição da virgem – Papa pio IX (execrável)

1.870 A infalibilidade do Papa, Concílio do Vaticano (execrável)

1.950 Assunção de Maria transformado em artigo de fé. (de onde tiraram isto?)

Nada, mas nada mesmo, do exposto acima faz parte dos ensinamentos de Cristo e muito menos do Plano Divino. Dizer que Pedro fez parte desta coisa, é uma blasfêmia.

I Pedro 2:4 E, chegando-vos para ele, pedra viva, reprovada, na verdade, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa, 5 Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo. Por isso também na Escritura se contém: Eis que ponho em Sião a pedra principal da esquina, eleita e preciosa; E quem nela crer não será confundido...8 E uma pedra de tropeço e rocha de escândalo, para aqueles que tropeçam na palavra, sendo desobedientes; para o que também foram destinados.

Marcos, se você não aprender a bater no romanismo, como eu bato no evangeliquismo, você vai perder tempo. A Bíblia é a referência para o Plano Divino, o inimigo, pelos homens, introduz todo engano, e o seu lugar preferido é a Igreja.

Quanto às rezas:

Mt. 6:7 E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos. 8 Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes.

Ap. 17:1 E VEIO um dos sete anjos que tinham as sete taças, e falou comigo, dizendo-me: Vem, mostrar-te-ei a condenação da grande prostituta que está assentada sobre (1) muitas águas;

2 Com a qual se (2) prostituíram os reis da terra; e os que habitam na terra se embebedaram com o vinho da sua prostituição.

3 E levou-me em espírito a um deserto, e vi (3) uma mulher assentada sobre uma besta de cor de (4) escarlata, que estava cheia de nomes de blasfêmia, e tinha sete cabeças e dez chifres.

4 E a mulher estava vestida de (5) púrpura e de escarlata, e adornada com (6) ouro, e pedras preciosas e pérolas; e tinha na sua mão (7) um cálice de ouro cheio das abominações e da imundícia da sua prostituição;

5 E na sua testa estava escrito o nome: Mistério, a grande Babilônia, a mãe das prostituições e abominações da terra.

6 E vi que a mulher estava (8) embriagada do sangue dos santos, e do sangue das testemunhas de Jesus. E, vendo-a eu, maravilhei-me com grande admiração.

7 E o anjo me disse: Por que te admiras? Eu te direi o mistério da mulher, e da besta que a traz, a qual tem sete cabeças e dez chifres.

8 A besta que viste foi e já não é, e há de subir do abismo, e irá à perdição; e os que habitam na terra (cujos nomes não estão escritos no livro da vida, desde a fundação do mundo) se admirarão, vendo a besta que era e já não é, mas que virá.

9 Aqui o sentido, que tem sabedoria. (9) As sete cabeças são sete montes, sobre os quais a mulher está assentada.

1- Muitas águas = muitos povos.

2- Prostituíram os reis da terra = as nações se utilizaram dela para seus interesses escusos.

3- Uma mulher = nas profecias bíblicas, mulher é significado de religião, (ver ap 12).

4- Escarlata = Cor vermelho vivo, uso comum da igreja romana.

5- Púrpura = Tinta vermelha.

6- Ouro e pedras preciosas:

7- Um cálice de ouro.

8- Embriagada do sangue dos santos, e do sangue das testemunhas de Jesus

Ap. 18:24 E nela se achou o sangue dos profetas, e dos santos, e de todos os que foram mortos na terra.

9- As sete cabeças são sete montes, sobre os quais a mulher está assentada.

Roma foi fundada em 753 a.C. sobre uma das Sete Colinas: (Campidoglio, Quirinale, Viminale, Esquilino, Celio, Aventino e Palatino) que rodeavam a comunidade primitiva. Outras colinas de Roma são a Pinciana e Janículo.

O sistema papal foi um dos maiores responsáveis pelo massacre nasista, o mesmo que matou milhões de cristãos durante a sua famosa santa inquisição.

*Foi criada em 1542, originalmente concebido para combater a propagação do protestantismo na Itália, pelo Papa Paulo III. Era um organismo bastante diferente da Inquisição medieval, pois era uma assembléia permanente de cardeais e outros prelados que não dependem do controle episcopal. O seu âmbito de ação foi alargado a toda a Igreja Católica. Sua principal tarefa era de desmantelar e atacar a integridade da fé, e examinar e proibir as forças e as doutrinas verdadeiras.

*Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Abaixo reporto o rápido estudo da tradução do original grego, bem como a hermenêutica aplicada, produzido por irmão Ronie, nesta ocasião.

I Pedro 2:4 E, chegando-vos para ele, pedra viva, reprovada, na verdade, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa, 5 Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo. Por isso também na Escritura se contém: Eis que ponho em Sião a pedra principal da esquina, eleita e preciosa; E quem nela crer não será confundido...8 E uma pedra de tropeço e rocha de escândalo, para aqueles que tropeçam na palavra, sendo desobedientes; para o que também foram destinados.

Vejamos a exegese dos textos gregos em questão conforme você solicitou:

1 - Mt:16:18

καγω δε σοι λεγω οτι συ ει πετρος (PETROS - CEPHAS - PEDRINHA - PEDRO) και επι ταυτη τη πετρα (PETRA - ROCHA - JESUS) οικοδομησω μου την εκκλησιαν και πυλαι αδου ου κατισχυσουσιν αυτης

Sobre a análise do texto grego (textus receptus) equivalente a Mt.16:18 temos que interpretar o texto como Cristo se referindo a Pedro usando uma palavra grega PETROS (pedra, pedrinha) fazendo uma alusão ao apelido pelo qual Pedro era chamado pelos seus mais achegados que era KEPHA ou CEPHAS, que em aramaico significa pedrinha.

Jesus (através do autor do evangelho) completa o jogo de palavras mencionando que PEDRO era PEDRINHA ou PETROS e referindo-se a si mesmo (Jesus) como se fosse a PETRA, ou PEDRA que aqui tem a conotação de ROCHA, a formação geológica inteira e não um pedaço ou fragmento dela.

Então fica muito claro que o apóstolo Pedro de maneira nenhuma foi tratado como ROCHA, considerou a si mesmo ROCHA, muito menos efetivamente foi a ROCHA sobre a qual a igreja foi constituída portanto a partir somente deste texto cai por terra completamente o argumento romano do papismo.

2) I Pedro 2:4-5

4 - προς ον προσερχομενοι λιθον ζωντα (lithon zonta - pedra viva) υπο ανθρωπων μεν αποδεδοκιμασμενον παρα δε θεω εκλεκτον εντιμον

5 - και αυτοι ως λιθοι ζωντες (lithoi zonter - pedras vivas) οικοδομεισθε οικος πνευματικος ιερατευμα αγιον ανενεγκαι πνευματικας θυσιας ευπροσδεκτους τω θεω δια ιησου χριστου

8 - και λιθος προσκομματος (lithos proskommatos - pedra de tropeço/obstáculo) και πετρα σκανδαλου (rocha de escândalo) οι προσκοπτουσιν τω λογω απειθουντες εις ο και ετεθησαν

Aqui vemos um outro termo grego ser aplicado como pedra, LITHOS, que é o termo grego mais adequado para pedras de pequeno porte mas não tão pequena como a referente ao termo PETROS usada em MT.16:18. Por isso é utilizada na expressão "pedras vivas" com referência aos crentes e "pedras de tropeço" para os obstáculos da vida cristã em contraste com a "rocha de escândalo" em que se utiliza o termo PETRA que se usa para ROCHA por estar se tratando de um obstáculo muito mais significativo e difícil que a "pedra de tropeço" conforme explica o contexto dessa passagem.

É isso que diz o texto no original. Vou me ater somente à análise do texto de maneira bem sucinta uma vez que a aplicação e o desenvolvimento histórico você já fez.

Ronie

Ap. 18:4

E ouvi outra voz do céu, que dizia: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas.

Henrique Gomes

www.henriquegomescrist.blogspot.com

Alguns eruditos traçam paralelos entre a adoração de Ísis na época final do Império Romano e a adoração à Virgem Maria cristã. Quando o cristianismo começou a ganhar popularidade, difundindo-se na Europa e em todas as partes do Império, os primitivos cristãos converteram um relicário da Ísis egípcia em um para Maria e de outros modos "deliberadamente tomaram imagens do mundo pagão".[19]

Embora a Virgem Maria não seja idolatrada pelos cristãos (é venerada tanto pelos Católicos quanto pelos Ortodoxos), o seu papel, como figura de mãe compassiva, tem paralelos com a figura de Ísis.[19] O historiador Will Durant observou que "os primitivos Cristãos por vezes fizeram os seus cultos diante de estátuas de Ísis amamentando o filho Hórus, vendo nelas uma outra forma do nobre a antigo mito pelo qual a mulher (isto é, o princípio feminino) é a criadora de todas as coisas, tornando-se por fim, a "Mãe de Deus"".[20] Hórus, sob este aspecto infantil, foi denominado Harpócrates pelos antigos Gregos.