Você pode passar a sua vida sem Jesus, mas vai ser terrível morrer sem Ele!!!

Você pode passar a sua vida sem Jesus, mas vai ser terrível morrer sem Ele!!!

Paulo Junior:

Loading...

domingo, 24 de julho de 2011

Mensagens edificantes.

Leia a Bíblia do início ao fim e saberá de onde viemos e para onde vamos...
"Antes bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus, e a observam" (Lucas 11:28).

"Se um livro tem mil páginas, você não sabe o que está nele lendo apenas cem páginas. Você não pode conhecer uma cidade inteira caminhando apenas em uma de suas ruas. Você nunca conhecerá A Bíblia se deixar de lado um quarto de suas páginas. A Bíblia nos fala sobre as grandes coisas do passado e precisamos ler sobre isso. Ela também nos fala sobre as grandes coisas do futuro e precisamos estudá-las."


A Palavra de Deus é um manual que nos ensina a viver na presença do Senhor, a ter paz no coração, a caminhar sob a direção de nosso Pai celestial, a viver de tal forma que alcancemos a verdadeira felicidade, não apenas durante os nossos dias aqui na terra como por toda a eternidade.


Através de suas páginas, Deus nos fala sobre a criação, sobre o Seu povo, sobre a Sua vontade, sobre os erros que nos afastaram dEle, sobre o envio de Seu Filho para nos resgatar e nos oferecer, novamente, as bênçãos que Ele tem preparado para nós desde a fundação do mundo.


É nas Santas Escrituras que encontramos também o nosso futuro. O Senhor que ressuscitou e foi aos Céus, voltará outra vez para que estejamos com Ele para sempre. Ele nos ama e preparou um maravilhoso lugar para todos aqueles que o recebem como Senhor e Salvador. Ele virá buscar a mim, virá buscar a você, virá buscar a todos que O amam.


A Bíblia diz que os limpos de mãos e puros de coração subirão ao monte do Senhor. E ela diz muitas outras coisas. Somos herdeiros do Senhor e, como todo herdeiro, precisamos conhecer todas as partes do Testamento. A própria Bíblia nos diz que devemos "conhecer e prosseguir em conhecer ao Senhor".


Quanto mais conhecemos a Palavra, mais conhecemos o Deus da Palavra. Ele é nosso Pai, Ele nos ama e quer nos dar o melhor.


Eu quero conhecê-lo intimamente, e você?

Fonte - Ministério Refletir

http://conselhodepastorescpb.ning.com/group/em?xg_source=msg_wel_group

video




Permaneça em constante oração.

Porque somos atacados?
Porque nos entristecemos com isso?

Ultimamente tenho dedicado minha vida ao Senhor, claro com erros e pecados, porque mesmo pensando que não pequei hoje ou ontem já estou pecando pois por falta de conhecimento ou sobra dele, desconheço meus pecados ocultos.

E essa minha dedicação, está na busca constante da presença de Deus em tudo o que faço, busco-o orando a todo tempo, em todas as situações, seja ela de alegria, de tristeza, de perca ou ganho, e busco o entendimento da palavra, lendo a bíblia e a livros que me edificam.

E por essa incansável busca o inimigo se levanta, pois estamos nos fortalecendo para combater a ele, então não satisfeito com isso, ele começa a agir, e age de uma forma tão elouquente que as vezes pensamos que realmente estamos errados, mas não, é o inimigo que está usando das armas que ele tem para nos atingir. Ele usa familiares que não tem o pleno conhecimento do amor verdadeiro de Deus, ele usa de amigos próximos que não são convertidos, ou até mesmo os que são mas que não estão em comum união com o Senhor.

“Que sejam derrotados e humilhados aqueles que me querem matar! Que fujam envergonhados os que fazem planos contra mim!”Sl 35:4

Muitas das vezes chega a ser triste as ações dele, pois demoramos horas, dias para chegar ao pleno entendimento que aquilo não vem de Deus, onde as vezes magoamos pessoas, nos desentendemos com outras, e perdemos o nosso tempo lamentando e reclamando da situação que o inimigo armou e que nos atingiu.

“Mas o justo viverá da fé; E, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele”Hb 10:38

As vezes ficamos horas pensando, “matutando”, porque isso? Porque aquilo? Mas eu não fiz isso, não procurei tal coisa.

“Não vos sobreveio nenhuma tentação, senão humana; mas fiel é Deus, o qual não deixará que sejais tentados acima do que podeis resistir, antes com a tentação dará também o meio de saída, para que a possais suportar.”1 cor 10:13

Amados, todos passamos por problemas semelhantes, somos humanos nascidos do mesmo pai, sujeitos a tudo de bom e ruim que este mundo oferece.

O segredo que encontro de tudo isso é a constante oração, ore com a mente, ore com o coração, ore baixo, fale com o Senhor, seja claro, coloque tudo diante dele, o que você está sentindo, o que não está dando conta de suportar, o que está difícil, como agir diante de tal situação. Pois tenho certeza absoluta, que Deus mesmo calado está te ouvindo está ali anotando todas as suas palavras.

“Porque sete vezes cairá o justo, e se levantará; mas os ímpios tropeçarão no mal.” Pv 24:16

Deus tem sido maravilhoso em minha vida, tem me feito enxergar coisas que eu no mundo jamais enxergaria, sou muito grata a Deus, e tenho aprendido a orar e agradecer diante de tudo o que tem me acontecido.

Amados Deus quer que sejamos claro, e não apenas digamos “Senhor faça isso segundo a sua vontade”, sim ele fará mais o desejo expresso em seu coração é algo assim: “Senhor meu coração quer que isso seja feito assim, mas se dessa maneira não te agrada, mude meus pensamentos, acalenta meu coração e faça da maneira que agrada a ti, e que eu venha a me alegrar-me” Ou seja o Senhor conhece esse desejo, muitas das vezes pensamos, “ah pra que ter que falar se Ele conhece?” Sim Deus quer a sua humildade, Ele quer ver se você consegue expor o que o seu coração pensa em palavras pra Ele ouvir.

"O Senhor, ouve; ó Senhor, perdoa; ó Senhor, atende-nos e age sem tardar; por amor de ti mesmo, ó Deus meu; porque a tua cidade e o teu povo são chamados pelo teu nome. "Daniel 9:19

“Então eu me alegrarei por causa do que o SENHOR Deus tem feito...”Sl 35:9A

Que o Senhor continue conosco nos iluminando onde quer que formos, e que esta oração seja presença na sua vida, você mesmo que está lendo, pois a partir do momento que se tornar um hábito você começará a ver o mover de Deus, a unção sendo derramada em ti.
Graça e paz no amor de Cristo.  Crislaine Meireles


O Jugo do Mestre
Pr. Olavo Feijó

Mateus 11:29 - Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e encontrareis descanso para as vossas almas.

A maneira de um discípulo provar que tem um mestre é demonstrar que aprendeu o ensino dele. Foi isso que Jesus disse aos Seus discípulos: “Tomai sobre vós o Meu jugo e aprendei de Mim...” (Mateus 11:29).

Perguntei ao Dr. Robert Bratcher, meu maior especialista em Grego e tradução da Bíblia, e ele me disse que “jugo” é o ensino do Mestre. Por isso, quando Jesus nos manda “tomar o Seu jugo”, o que Ele está advertindo é que discípulo de Cristo não deve andar por aí, atraído por qualquer “vento de doutrina”. Além do encontro místico de aceitar Jesus no coração, ser discípulo é por em prática Seus ensinos na vida diária.

Está na moda, hoje, nas pregações, misturar o ensino dos mestres da auto-ajuda, com uma pitada de Bíblia... Isto, na prática, é desvencilhar-se do jugo de Jesus. Com o tempo, crentes sensíveis têm descoberto que o “jugo” dos mestres do mundo vai ficando cada vez mais pesado,à medida que não resolvem nossas mais profundas necessidades espirituais. Paulo diz que devemos ter “a mente de Cristo”: o único jeito é o aprender o ensino Dele.

http://devocionais.amoremcristo.com/devocionais_texto.asp?id=996&aecsite=1

 
Confie no Tempo de Deus.
Quanto a mim, confio em ti, Senhor. Eu disse: tu és o meu Deus. Nas tuas mãos, estão os meus dias... SALMOS 31.14-15

A confiança requer que você coloque sua agenda nas mãos de Deus, crendo que o tempo dele é perfeito para todas as coisas em sua vida. Sua natureza humana quer que as boas coisas aconteçam imediatamente, não mais tarde. Mas você aprende a crer e a esperar que as coisas aconteçam no tempo perfeito de Deus à medida que amadurece na vida cristã. Confiar em Deus freqüentemente significa não saber como Ele irá realizar algo e quando Ele o fará. Mas não saber como e quando fortalece sua fé e lhe ensina lições de confiança. Lembre-se: a confiança não é herdada, é aprendida. O tempo desempenha um papel importante para aprender a confiar em Deus. À medida que você experimentar a fidelidade do Senhor, vez após vez, desistirá de confiar em si mesmo e colocará sua vida nas mãos habilidosas de Deus. Esse é um lugar maravilhoso para estar!

Davi e Maria - Joinville SC, 09/04/2010
Recebi por e-mail do meu querido amigo Pastor Jairo!
Postado por João Ricardo

VALE LEMBRAR que DEUS fará se for da vontade DELE.

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Você sabia? Há salvação para você, embora você não mereça! Salvação só há em Jesus!

Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vós, é dom de Deus; não vem das obras, para que ninguém se glorie.  (Efésios 2:8)

VOCÊ TEM PROCURADO RESPOSTAS PARA AS QUESTÕES MAIS COMPLICADAS DA VIDA?

Nos próximos momentos, você pode encontrar perdão, um relacionamento pessoal com Deus, paz, liberdade da culpa, sabedoria e o plano do Pai para a sua vida.

Quais são os passos que você deve seguir para descobrir essas respostas vitais?

PASSO 1: Entenda que o desejo de Deus para você é vida, abundante e eterna.

A Bíblia declara: "Eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância." (João 10:10).

Dar a você uma vida abundante exigiu o sacrifício supremo: "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. " (João 3:16).

Deus deseja companheirismo e amizade com você!

Que presente maravilhoso o Pai tem dado, contudo, se Deus entregou seu próprio Filho para prover uma vida abundante e eterna, por que mais pessoas não têm o que Ele projetou para recebermos? Essa é uma questão respondida sobriamente por este trabalho.

PASSO 2: Perceba que você está separado de Deus.

Há um abismo entre Deus e a raça humana. Ele preparou um meio para recebermos uma vida abundante e eterna, mas as pessoas, de todas as épocas, têm feito escolhas egoístas de desobedecer ao Deus Todo Poderoso. Essas escolhas continuam provocando uma separação do Pai.

A Palavra de Deus nos mostra que o resultado do pecado é a morte. Ele diz em Sua Palavra: "Há um caminho que ao homem parece direito, mas o fim dele são os caminhos da morte" (Provérbios 14:12).

E Deus também diz, "Mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o Seu rosto de vós, para que não vos ouça." (Isaías 59:2).

O apóstolo Paulo declara em Romanos 3:23, "Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus".

E em Romanos 6:23 nós lemos "Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor".

Todo homem foi criado com a capacidade e a necessidade de conhecer Deus e relacionar-se com Ele.

Agostinho, um ministro que viveu durante os séculos XIV e XV, chamou esse desejo em cada um de nós de "o vazio com o formato de Deus".

Todo dia nós ouvimos de pessoas que são ricas, famosas ou super atletas — pessoas que parecem ter o melhor que a vida oferece — mas ainda tentam encher esse vazio de suas vidas com "coisas." Eles até tentam com boas obras, moralidade e religião, mas permanecem vazios, pois só Deus, pelo Seu Filho, pode preencher essa necessidade interior.

PASSO 3: Aceite o fato de que Deus preparou apenas uma solução para o pecado e para a separação Dele.

Jesus Cristo, Seu Filho, é o único caminho para Deus. Somente Ele pode nos reconciliar com o Deus Pai.

O ser humano pode procurar outras soluções e adorar outros deuses, mas Jesus Cristo, sozinho, morreu na Cruz por nossos pecados e subiu em triunfo sobre a sepultura e a morte eterna. Ele pagou o preço pelo seu pecado e preencheu o abismo entre Deus e a humanidade.

A Bíblia declara: "Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores." (Romanos 5:8).

É-nos dito, também: "Porque também Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus" (1 Pedro 3:18).

Há apenas um caminho disponível: "Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem." (1 Timóteo 2:5).

Em João 14:6 lemos: "Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim."

O Deus Todo Poderoso preparou o único caminho. Jesus Cristo pagou o preço por nosso pecado e rebelião contra Deus morrendo na cruz, derramando Seu sangue e levantando da morte para justificar e reconciliar você de volta com Deus, o Pai.

PASSO 4: Renda-se a Jesus Cristo como Salvador e Senhor.

Você pode ser levado de volta a Deus e ter seu relacionamento com Ele restaurado ao confiar em Cristo unicamente para salvar sua vida da destruição. Que incrível mudança: O Seu pior pelo Melhor de Deus!

Esse passo ocorre pedindo a Jesus Cristo que leve o seu pecado e venha para seu coração como Senhor e Salvador.

O Trabalho de Deus é bem claro: "Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo." (Apocalipse 3:20).

E a Bíblia nos conta, "A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo." (Romanos 10:9)

Há alguma boa razão para você não se entregar a Jesus Cristo, em seu coração, bem agora?

Você está disposto a deixar seus fardos e pecados?

Você está disposto a mudar de direção e se arrepender de seus pecados?

Você está disposto a se render a Jesus Cristo, agora, como seu Senhor e Salvador?

PASSO 5: Ore para receber Jesus Cristo em sua vida.

Neste momento, você pode fazer a oração mais importante de sua vida, simplesmente dizendo:

Querido Senhor Jesus, Eu creio que o Senhor é o Filho de Deus. Eu creio que o Senhor veio à Terra 2.000 anos atrás. Eu creio que o Senhor morreu por mim na cruz e derramou seu sangue para minha salvação. Eu creio que o Senhor ressuscitou dos mortos e ascendeu às alturas. Eu creio que o Senhor vai retornar à Terra. Querido Jesus, eu sou um pecador. Perdoe meus pecados. Limpe-me agora com Seu sangue precioso. Venha ao meu coração. Salve a minha alma agora mesmo. Eu te entrego minha vida. Eu O recebo agora como meu Salvador, meu Senhor e meu Deus. Eu sou Seu para sempre e vou servi-Lo e segui-Lo por todos os meus dias. A partir de agora, eu pertenço ao Senhor somente. Eu já não mais pertenço a este mundo, nem ao inimigo da minha alma. Eu pertenço ao Senhor e eu tomo posse agora do meu novo nascimento. Amém!

Fazendo essa oração, confessando seus pecados e se entregando a Jesus Cristo em seu coração, Deus dá a você o direito de se tornar Seu filho. A Bíblia lhe dá essa segurança: "Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que crêem no seu nome". (João 1:12).

Como a Palavra de Deus é Sua carta de amor e o mapa que mostra a vida de sucesso para o crente, você deve separar um tempo todos os dias para ler a Palavra de Deus. Fique à vontade, enquanto você lê cada versículo, para pedir à Deus que te ajude a entender a riqueza da sabedoria de Deus contida Em sua Palavra. Ao dedicar 15 minutos ou mais à Ele todos os dias, você poderá ler a Bíblia inteira em um ano. Eu recomendo que você comece pelo Evangelho de João (o quarto livro do Novo Testamento) que o ajudará a entender mais sobre a nova vida em Cristo.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

É pecado um casal de namorados dormir junto?



É pecado um casal de namorados dormir junto? -
por Filipe Luiz C. Machado

Recentemente um irmão em Cristo perguntou-me sobre a legitimidade - ou não - para um casal de namorados poder dormir junto. Confesso que esse é um ponto delicado, mas creio que - mais uma vez - as escrituras nos revelem aquilo que devemos fazer.

É importante notarmos primeiro sobre que tipo de situação nos rodeia. Uma coisa é um casal de namorados que viaja de avião e cujo avião cai no meio da floresta, restando poucos sobreviventes e ainda por cima, estavam na estação do inverno, o que implica dizer que necessariamente todos precisam dormir juntos - para se aquecer, caso contrário morrerão. Mas é claro que essa é uma situação hipotética e nela seria perfeitamente coerente dormir junto, pois seria um pecado deixar alguém morrer de frio quando podia-se evitá-lo.

Porém, a realidade dos namorados não é esta do avião, mas é a partir do dia-a-dia que as dúvidas surgem.

Muitos namorados cristãos gostariam de dormir juntos, mas tem receio de que isso seja pecado e por isso evitam-o. Já outros, não veem pecado e deliberadamente dormem junto. Ainda há um terceiro grupo que nem cogita a possibilidade, pois sabe que é pecado.

Creio que para nos desvencilharmos dessa dúvida, é necessário olharmos alguns textos bíblicos.

1. "Abstende-vos de toda a aparência do mal" (1Ts 5.22).

Paulo está exortando aos tessalonicenses para seja sejam sóbrios e vigiem durante sua peregrinação por esse mundo (5.6). Certamente - trazendo para o nosso exemplo - que Paulo não está dizendo que o fato de um homem encostar em uma mulher seja em si errado, mas nós entendemos claramente que em certos momentos muitas coisas tornam-se potencialmente erradas, por isso se faz necessário atentarmos para que embora o dormir junto em si não seja pecado - com toda a certeza desse mundo - pode levar a algo mais danoso, isto é, o sexo antes do casamento e desejos inapropriados para o momento.

2. "Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós" (Tg 4.7).

Tiago está escrevendo a respeito da importância do viver cristão. Ele escreveu também que "Ou cuidais vós que em vão diz a Escritura: O Espírito que em nós habita tem ciúmes?", levando-nos a entender que deve haver uma diferença entre o cristão e o não-cristão. Quando ele escreve dizendo que devemos nos sujeitar a Deus, nada mais justo do que atentarmos para essas palavras e buscarmos conformidade para com ela. Também se faz notório observarmos que se devemos viver somente para a glória de Deus (1Co 10.31), é coerente que busquemos fazer somente aquilo que exauta-O.

Tiago também fala de que se resistirmos ao diabo - no poder do Espírito Santo - ele certamente fugirá de nós. Ora, não é isso que experimentamos após longos tempos na batalha contra algum pecado e que finalmente é "vencido" ou ao menos diminuído?

3. "Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias" (Mt 15.19).

No contexto desse versículo, Jesus está respondendo à objeção feita pelos fariseus de que os seus discípulos não lavavam as mãos antes de comerem (v.2). Jesus então lhes diz que não é o que entra que contamina o homem, mas o que sai - pois é fruto daquilo que está em seu coração (v.11).

É necessário que atentemos para essas palavras divinas, pois muitas vezes o desejo de se dormir junto não é motivado por nada mais, nada menos que a vontade de satisfazer os desejos da carne. Ou seja, o casal sabe que não deve dar razão ao pecado, sabe que não deve fazer sexo antes do casamento, contudo, busca chegar o mais perto que puder "sem pecar". Mas não é essa a instrução de Jesus. Ele nos diz que é do coração que brotam os maus pensamentos, por isso mesmo é que devemos evitar qualquer ação que motive nosso coração para algo contrário à sua palavra.

4. "Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem, achou-se ter concebido do Espírito Santo" (Mt 1.18).

Talvez alguns possam objetar sobre a colocação desse versículo na questão que estamos analisando, contudo, vejamos que ele nos mostra um pequeno detalhe: "antes de se ajuntarem".

A vida de namorados como conhecemos hoje nunca existiu na narrativa bíblica. É interessante notarmos que antigamente as pessoas - algumas vezes - eram dadas em casamento, estavam prometidas para outrem, porém, não desfrutavam dos prazeres do casamento até que viessem a morar juntos. Sim, é certo que estamos falando aqui de namoro e não de sexo, mas convém que você medite nesse versículo à luz dos dois versículos anteriores.

Portanto, embora dormir junto não seja em si um pecado, não temos aval bíblico para tanto - salvo em casos extraordinários - e recomenda-se evitar a todo custo essa prática, haja vista muitas mágoas contra o próximo e principalmente ofensas à santidade de Deus serem evitadas quando nos abstemos dessa prática.

quarta-feira, 6 de julho de 2011

POSSO TER UMA TELEVISÃO EM CASA?

---------- Mensagem encaminhada ----------
De: O Cotidiano Cristao

Posso ter uma televisão em casa?

Posted: 06 Jul 2011 05:22 AM PDT

Texto por
Filipe Luiz C. Machado
-----
Ouso que dizer que será difícil - nos dias atuais - encontrarmos alguma casa que não tenha alguma televisão, seja na sala, no quarto ou até mesmo na cozinha. O fato que aqui precisamos abordar não é se a televisão é pecado ou não, mas se ela pode nos afastar de Cristo em decorrência do pecado por ela proporcionado.

Desejo deixar claro que o objetivo de tais motivos não é dizer que a pessoa ou família que tem uma televisão em casa é o pior dos pecadores, apenas alertar sobre os perigos de se ter tal aparelho eletrônico (assim como poderíamos falar de muitas outras coisas domésticas).

Deixo abaixo quatro bons motivos para não ser ter televisão em casa e um bom motivo para caso você queira mantê-la ainda em sua casa - pois não consigo achar muito mais que isso, haja vista muito mais perigos que ela nos oferece.

Bons para motivos para não se ter televisão.

1. Somos exortados a não colocarmos coisa má diante de nossos olhos.

"Não porei coisa má diante dos meus olhos. Odeio a obra daqueles que se desviam; não se me pegará a mim" (Sl 101.3). O salmista aqui expressa que não se achegará a coisa alguma que possa lhe ser nocivo e levar-lhe a afastar-se de Deus. Não é necessário explanarmos sobre que não havia televisão naquela época, contudo, se já nos tempos primórdios os cristãos sinceros buscavam se afastar do pecado, quanto mais nós, homens e mulheres do século vinte e um e que estamos rodeados e quase soterrados de tanta tecnologia - as vezes útil, as vezes inútil. Caso queira ler mais sobre esse versículo e seu contexto, clique aqui.

2. Devemos nos afastar de toda a aparência do mal.

"Abstende-vos de toda a aparência do mal" (1Ts 5.22). Paulo aqui está tratando e exortando os irmãos a permanecerem firmes e vigilantes em sua fé, não desejando que nenhum deles venha a perecer durante sua caminhada. De forma semelhante, também somos instados a nos afastarmos de tudo que tem mera aparência do mal. Observemos que Paulo não sugere que aqueles cristãos cheguem o mais próximo do mal que puderem, mas justamente o contrário: que fiquem o mais longe que puderem!

3. Precisamos estar em constante vigia.

"Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar" (1Pe 5.8). As palavras de Pedro não nos permitem titubearmos diante do mal eminente. As grandes tecnologias inventadas pelos homens, muitas vezes acrescentam apenas maiores condições para pecarmos - não que em si essas tecnologias sejam um pecado, mas a facilidade para obtermos informação e o acesso à televisão em todos os cantos do planeta, certamente podem ser armadilhas para que caiamos e pequemos contra o Deus santo - seja num filme, seja em algum comercial.

4. Nossos filhos devem ser ensinados nos caminhos do Senhor.

"Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele" (Pv 22.6). As sagradas escrituras nos ensinam que o método adequado para termos filhos saudáveis não é a psicologia humana ou a filosofia transcendental, mas a palavra de Deus. O presente provérbio nos diz para educarmos as crianças no caminho do Senhor e traz a promessa de que elas não se desviarão dele. Não cabe a nós julgarmos tal provérbio como inverídico, apenas porque encontramos crianças criadas dentro da igreja e que hoje estão fora. Certamente que quando a palavra de Deus é corretamente ministrada - e constantemente - ao coração da criança, Deus a fará trilhar seus santos caminhos. Ao contrário do mandamento bíblico, o que temos hoje são crianças que passam o dinheiro inteiro em frente à televisão e sequer leem a bíblia - ou a leem com raridade - antes de dormirem ou em outro momento. Os pais já quase não se sentam com as crianças e às catequizam, pelo contrário, deixam-as aproveitarem as baboseiras e frivolidades deste mundo vil.

Um bom motivo para se ter televisão.

1. Somos chamados para fazermos tudo para a glória de Deus.

"Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus" (1Co 10.31). A bíblia é enfática ao dizer que devemos fazer tudo - sim, absolutamente tudo - para a glória de Deus. Tudo aquilo que não fazemos para glorificar o seu nome - e consequentemente sem fé - é pecado. Existem bons filmes - são raros, devemos reconhecer isso - que nos trazem deleite temporário e bons documentários que podem acrescentar mais conhecimento à nossa admiração pela complexidade do mundo criado pelo Senhor. Também a televisão nos fornece muitos jornais diários que nos informam sobre o que está se passando pelo mundo. Aqui, novamente, é necessário enfatizar que passa-se na televisão o que se quer que o povo saiba e não o que realmente acontece.

Portanto, que sejamos sábios e busquemos diligentemente a face do "criador, que é bendito eternamente. Amém" (Rm 1.25).


domingo, 3 de julho de 2011

É pecado sonhar com pornografia?

http://ocotidianocristao.blogspot.com/2011/06/e-pecado-sonhar-com-pornografia.html

Texto por
Filipe Luiz C. Machado
-----

Constantemente a bíblia nos mostra que Deus se comunicava com seus arautos através de sonhos e revelações. Tais sonhos eram essenciais para aqueles homens (e também para o povo), haja vista não terem ainda a vontade do Senhor revelada a eles - isto é, a bíblia. Os sonhos e revelações eram o meio pelo qual muitas vezes os homens ficavam sabendo aquilo que Deus exigia deles.

O problema surge quando nos deparamos com nós mesmos em algum sonho pornográfico ou de inclinação maliciosa contra o próximo.

Creio ser razoável afirmar que: boa parte dos cristãos sinceros já sonhou com algum tipo de pornografia - adultério ou coisa semelhante (sejam solteiros ou casados) - ou já tiveram algum tipo de sonho "pervertido" e acordaram com uma pontada de dúvida se haviam pecado ou não - mesmo que em sonho.

Nos é difícil precisar se o fato de sonharmos com pornografia - adultério ou ainda alguma coisa semelhante - seja em si mesmo pecado (pois ao que tudo indica, não temos controle sobre esses momentos - ainda que algum digam que sim) mas, melhor do que nós mesmos, falam as santas escrituras.

"Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias" (Mt 15.19).

No contexto deste versículo, Jesus está retrucando os escribas e fariseus por criticarem os seus discípulos de não lavarem as mãos antes das refeições. Jesus então cita Isaías dizendo: "Este povo se aproxima de mim com a sua boca e me honra com os seus lábios, mas o seu coração está longe de mim" (v.8). Jesus sabia que aqueles escribas e fariseus não se importavam com o seu coração, mas apenas em ostentar um vã espiritualidade.

Lemos também em Pv 15.33: "O temor do SENHOR é a instrução da sabedoria, e precedendo a honra vai a humildade". Também temos o famoso salmo que diz: "Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. Antes tem o seu prazer na lei do SENHOR, e na sua lei medita de dia e de noite" (Sl 1.1,2).

A partir desses versículos podemos entender que é de suma importância o cristão orar diligentemente para que não vacile e caia em maus pensamentos - "Orai sem cessar" (1Ts 5.17). Embora - creio assim - os sonhos pornográficos não sejam em si mesmos um pecado, eles certamente derivam de uma mente pecaminosa que constantemente luta contra as propagandas, vestes sensuais e piadas de duplo sentido.

Muitos pensamentos - enquanto acordados - nos surgem por falta de consciência de que vivemos para um Deus três vezes santo (Santo, Santo, Santo é o Senhor). Quantas vezes maquinamos o mal contra alguém sem mesmo titubearmos diante de tal pecado! Outras vezes ainda nos deixamos levar por imagens e comentários maliciosos que lentamente vão minando nosso coração, a ponto de nos deitarmos na cama e não conseguirmos esquecer o que vimos e ouvimos.

Devemos atentar para o fato de que tais pensamentos e sonhos não somente devem nos incomodar, mas se não buscarmos a face de Cristo diariamente, incorremos no grandioso risco de cairmos e "ser grande a nossa queda".

Portanto, cuidemos e trilhemos o bom caminho da fé, da oração e da leitura da palavra, para que não sejamos mais assaltados por tão grande problemática.

Deus nos abençoe.

sábado, 2 de julho de 2011

Você já nasceu de novo?


J.C.Ryle

Já nasceu de novo? Essa é uma da perguntas mais importantes da vida. Jesus Cristo disse: "aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus" (João 3:3).

Não basta responder: "Pertenço à igreja; suponho que sou cristãos". Milhares de cristãos nominais não demonstram nenhum dos sinais de terem passado pelo novo nascimento que as Sagradas Escrituras nos proporcionam, muitos deles registrados na Primeira Epístola de João.

Não comete habitualmente pecados.

Primeiro, João escreveu: "Qualquer que é nascido de Deus não comete pecado" (1 João 3:9). "Todo aquele que é nascido de Deus não vive pecando" (1 João 5:18, Almeida Revisada Imprensa Bíblica).

A pessoa que é nascida de novo, ou que tenha sido regenerada, não comete habitualmente pecado. Já não peca com seu coração nem com sua vontade. Provavelmente houve uma época quando não pensava se suas ações seriam pecaminosas ou não, e nem sempre sentia pesar depois de ter feito o mal. Não existiam problemas entre ele e o pecado – eram amigos – porém, o cristão autêntico odeia o pecado, foge dele, luta contra ele, o considera sua maior praga, ressente da carga de sua presença, sente quando cai debaixo de sua influência e anela livrar-se totalmente dele. O pecado já não lhe agrada e nem mesmo lhe é algo indiferente – agora veio a ser algo que odeia. Não obstante, não pode eliminar sua presença dentro de si mesmo.

Se ele afirmasse que não tem pecado, estaria mentindo (1 João 1:8). Porém, pode dizer que odeia o pecado e que o grande anseio de sua alma é não voltar a cometer nenhum pecado. Não pode impedir maus pensamentos, nem que faltas, omissões e defeitos apareçam tanto em suas palavras como em suas ações. Ele sabe que "todos tropeçamos em muitas coisas" (Tiago 3:2).

Porém, o nascido de novo pode afirmar com certeza, na presença de Deus, que essas coisas lhe causam dor e tristeza, e que sua natureza inteira não as aceita. O que diria de você o apóstolo? Nasceu de novo?

Crê em Cristo.

Segundo, João escreveu: "Todo aquele que crê que Jesus é o Cristo, é nascido de Deus" (1 João 5:1).

O homem que é nascido de novo, ou é regenerado, crê que Jesus Cristo é o único Salvador que pode perdoar sua alma, que é a pessoa divina designada por Deus Pai justamente para esse propósito, e fora Dele não há nenhum Salvador. Considera-se indigno. Porém tem plena confiança em Cristo, e confiando Nele, crê que todos seus pecados foram perdoados. Crê que, porque aceitou a obra consumada de Cristo e a morte na cruz, é considerado justo aos olhos de Deus, e pode encarar a morte e o juízo sem temor.

Pode ter temores e dúvidas. Talvez diga às vezes que se sente como que não possuindo nada de fé. Porém, pergunte-lhe se está disposto a confiar em outra coisa em lugar de Cristo, e observe a resposta. Pergunte-lhe se está disposto a basear sua esperança de vida eterna em sua própria bondade, em suas próprias obras, em suas orações, em seu pastor ou em sua igreja, e note a resposta que dará. O que diria de ti o Apóstolo? Nasceste de novo?

Pratica a justiça.

Terceiro, João escreveu: "Todo aquele que pratica a justiça é nascido Dele." (1:João 2:29).

O homem nascido de novo, ou regenerado, é um homem santo. Procura viver de acordo com a vontade de Deus, fazer as coisas que agradam a Deus e evitar as coisas que Deus aborrece. Deseja continuamente basear seu exemplo no exemplo de Cristo, e dar mostras de ser amigo de Jesus fazendo tudo o que Ele ordena. Sabe que não é perfeito. Percebe, com aflição, sua corrupção interior. Têm consciência de um princípio maligno dentro de si mesmo, que luta constantemente contra a Graça e que deseja tratar de afastá-lo de Deus. Porém não consente com esse mal, ainda que não possa impedir sua presença dentro de si.

Ainda que as vezes pode se sentir tão baixo que questiona se é ou não cristão, poderá afirmar como John Newton: "Não sou o que devo ser, não sou o que quero ser, não sou o que espero ser no mais além; porém, ainda assim, não sou o que era, e pela graça de Deus sou o que sou". O que o Apóstolo diria de você? Já nasceu de novo?

Ama aos demais cristãos.

Quarto, João escreveu: "Nós sabemos que passamos da morte para a vida, porque amamos os irmãos" (1 João 3:14).

O homem que nasceu de novo tem um amor especial por todos os autênticos discípulos de Cristo. Igualmente como seu Pai nos céus, ama a todos os homens com um grande amor geral, porém tem um amor especial pelos que compartilham sua fé em Cristo. Tal como seu Senhor e Salvador, ama aos piores pecadores e pode chorar por eles – mas possui um amor particular pelos que são crentes. Nunca se sente tão em casa como quando está na companhia deles. Sente que todos são membros da mesma família. São seus companheiros de armas, lutando todos contra o mesmo inimigo. São seus companheiros de viagem, viajando pelo mesmo caminho. Compreende-lhes, e eles compreendem a ele.

Eles podem ser entre si muito distintos de muitas formas: no status, na posição e nas riquezas. Porém, isso não importa. São os filhos e filhas de seu Pai e não pode menos que amar-lhes. O que João dirá de você? Nasceu de novo?

Vence ao mundo.

Quinto, João escreveu: "Todo o que é nascido de Deus vence o mundo" (1 João 5:4).

O homem que nasceu de novo não usa a opinião do mundo como sua norma com relação ao bom e ao mal. Não importa para ele ir contra a corrente das condutas, ideias e costumes do mundo. O que dizem ou fazem os demais já não lhe preocupa. Vence ao amor do mundo. Não encontra prazer nas coisas que parecem trazer felicidade à maioria das pessoas. A ele lhe parecem néscias e indignas de um ser imortal.

Ama aos elogios de Deus mais que os elogios do homem. Teme ofender a Deus mais do que ofender aos homens. Não é importante para ele se o culpam ou se o elogiam, sua meta principal é agradar a Deus. O que diria João? Já nasceu de novo?

Mantêm-se puro.

Sexto, João escreveu: "Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não peca" (1 João 5:18).

O homem que tem nascido de novo cuida de sua própria alma. Procura não somente evitar ao pecado, mas também tudo o que possa o levar a ele. É cuidadoso de suas companhias. Sabe que as conversas ímpias corrompem o coração e que o mal é mais contagioso que o bem, assim como uma enfermidade é mais contagiosa que a saúde.  É cuidadoso quanto ao uso de seu tempo, seu desejo principal é usar ele com proveito.

Anela viver como um soldado em território inimigo – aspira usar  continuamente sua armadura e estar preparado para a tentação. É diligente em ser um homem vigilante, humilde e de oração. O que diria de ti o apóstolo? Já nasceu novamente?

A prova.

Essas são as seis grandes características do cristão que nasceu de novo. Existe uma grande diferença na profundidade e claridade dessas características em distintas pessoas. Em algumas são frágeis e quase não se percebem. Em outras, são fortes, claras e inconfundíveis, de modo que qualquer um as nota. Algumas dessas características são mais visíveis que outras em cada um. Rara vez são todas igualmente evidentes em uma dada pessoa.

Porém, ainda assim, tendo tudo em conta, aqui encontramos gravadas seis características daquele que é nascido de Deus.

Como regiremos a essas coisas? Podemos, por lógica, chegar a uma só conclusão: somente os que são nascidos de novo possuem essas seis características, e os que não as tem não são nascidos de novo. Essa parece ser a conclusão a qual o apóstolo João queria que chegássemos.

Você possui essas características?


FONTE:

Todo direito de tradução protegido por lei internacional de domínio público
Tradução: Armando Marcos

Bispo J.C.Ryle | Anunciando a verdade evangélica.
Projeto de tradução de sermões, tratados e livros do bispo anglicano John Charles Ryle (1816 - 1900), mais conhecido como J.C.Ryle